segunda-feira, 31 de agosto de 2009

MORDENDO A ORELHA



Pois é.

(subtraído no Trabalho Sujo)

GREENWRITER.ORG



Não sei se há quanto tempo o serviço está no ar, mas a proposta é bem bacana.

Basicamente, você cria um perfil lá e faz o upload de um roteiro REGISTRADO NA WGA, a entidade que cuida das questões legais e criativas relacionadas à escrita de roteiros nos Estados Unidos. Pode subir também, se quiser, o argumento desse mesmo roteiro, desde que tenha no máximo 5 páginas. Daí você preenche um formulário detalhando o roteiro um pouco mais, associando tags, colocando uma sinopse, definindo o tipo do protagonista e, opcionalmente, indicando o ator que você tinha em mente quando escreveu a história.

Desse ponto em diante, produtores cadastrados no site podem, mediante pagamento ao Greenwriter, vasculhar a base de dados e, caso encontrem o que desejam, fazem o download do roteiro para avaliação e posterior contato com o autor.

Além disso, o Greenwriter, como o próprio nome indica, tem um cunho sustentável. Segundo a home do site, anualmente são impressas 180 milhões de folhas de roteiros nos Estados Unidos e o objetivo deles é, em seis meses, reduzir esse número pela metade.

Nem preciso dizer que o roteiro tem que estar escrito/traduzido em inglês, né? Primeiro porque não sei se a WGA aceita textos escritos em outros idiomas (embora aceite textos de autores que não sejam americanos). Segundo porque o texto em inglês vai atingir um número muito maior de leitores.

Como eu disse lá em cima, em TEORIA, a idéia é bacana e funcionaria muito bem. O fato de exigirem o registro na WGA também denota idoneidade. Além disso, quem paga pelo serviço são apenas os produtores interessados em novos talentos, e não o roteirista morto de fome.

Mas é aquela história: se por um lado o serviço poderia encurtar o caminho para muitos estrangeiros que querem se arriscar em Hollywood e não sabem como, é fato notório e conhecido que a preferência da indústria, por diversas razões, sempre vai ser dos nativos.

Detalhe inconveniente: tentei acessar o site - que é bem simples - de vários browsers, em dois sistemas operacionais, mas, por incrível que pareça (ou não), o que melhor renderiza a página é o Opera.

EM TEMPO: uma observação que me esqueci de fazer é que nos states a idéia de "bancos de roteiros" é até bem comum, mas normalmente quem paga é o autor e poucos desses serviços trazem algum benefício concreto (fora as picaretagens mil).

GREADER

domingo, 23 de agosto de 2009

THE HUMAN SYNTHESIZER



(dessa vez a vítima do furto foi o grinding.be)

THE NEXT STEP IN THE FUTURE OF MASTURBATION

Não fui eu QUEM falou isso. Sério. Esse é o slogan que abre o vídeo abaixo:

(Avisar não custa nada: dependendo de onde você trabalha, o conteúdo deste post é totalmente NSFW)



Perdi alguns minutos tentando imaginar alguma piada que fosse, mas, porra!, o vídeo e a idéia contém uma insuperabilidade intrínseca.

É claro que eu roubei isso no inestimável Weird Asia News - onde há um perfil mais detalhado do produto e do fabricante, aliás.

(e, ao que parece, NÃO é hoax)

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

SUPERGOD 2

Ok. Eu não li BLACK SUMMER, muito menos NO HERO. Mas estou curioso para ver o que será SUPERGOD, trabalho do qual o Ellis dá mais uma palhinha aqui, num textinho para a PREVIEWS.

A página abaixo, que ele mesmo afirmou ser sua preferida na edição 1, não deixa dúvidas que teremos os ingredientes de sempre: vai me dizer que você se lembra de ter visto masturbação e cogumelos juntos, na mesma página, em outra HQ?

ZIRALDO E A INTERNET

Hahaha... através desse tweet do Hector Lima cheguei nesse vídeo do Ziraldo, que é de 2007 e já deve ter sido bem comentado por aí. Nem por isso, deixou de ser engraçado

A menção honrosa vai para a história (mentirinha?) da sobrinha dele e seu namorado australiano.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

TRÁFICO DE ORGÃOS

Fausto Salvadori publica uma versão estendida da reportagem dele para a Galileu desse mês (Agosto/2009).

O post do Fausto acabou me levando a outro blog, de Paulo Airton Pavesi, pai de Paulo Veronesi Pavesi, um menino de 10 anos que se acidentou e que, segundo o pai, teve a morte induzida para que pudessem retirar seus órgãos. E no próprio blog do Paulo achei o que talvez seja o motivo do Fausto ter republicado seu texto, dessa vez completo, na internet.

A história do Paulo é triste e dá outro viés a um assunto muito em voga atualmente.

UPDATE (20/08/09): Nos comentários deste post, o Fausto explica os motivos de ter republicado a reportagem em seu blog.

ANDY SINGER

Descobri o quadrinista Andy Singer hoje. Ou melhor, ACHO que redescobri, porque o nome o estilo não me são estranhos. Sei lá. De qualquer forma, uma das tirinhas que me tocou foi essa, da série NO EXIT, já que sou self-employed.

(ok, sei que muita gente já usou essa piada, mas...)

TINHA QUE SER O CHÁVEZ MESMO

O escritor curitibano Paulo Sandrini narra as poucas e boas que passou nas mãos das autoridades venezuelanas.

BESOURO - NASCE UM HERÓI

Quando esse filme sair, muuuuiiiita gente vai torcer o nariz e, caso haja sucesso, o mimimi é certeiro. Mas não há como negar: pela premissa e pelo trailer, BESOURO (com data de lançamento confirmada para 30 de Outubro) provavelmente é uma das coisas MAIS LEGAIS que o cinema nacional já produziu.

INHERENT VICE

Po, galere! Saiu livro novo do Pynchon e NINGUÉM me avisa?



P.S.: E só tem 384 páginas!

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

KILLED BY A NOSE... HOW HUMILIATING...

Eu achava que TAXIDERMISTAS EM FÚRIA, uma hq que escrevi uns
anos atrás e que pretendo ressucitar num futuro próximo tivesse uma
premissa bisonha, mas, bom, acho que, é viver para se surpreender.

"Pinocchio" vive na cidade de Nasolungo (hahaha!), bem, matando vampiros. Como você já deve ter imaginado, as estaca que ele usa é, bem, seu nariz crescido. Pois é.


Há ainda, um vídeo:



PINOCCHIO: VAMPIRE SLAYER será publicado pela Slave Labor Graphics. Mais info aqui. Quero ler isso.

(vi no Omelete, via Lanika)

WINDOWS KDE

Desde que começaram a aparecer os primeiros screenshots do Windows 7, a
galera começou a observar a semelhança da interface deste com a do KDE 4 (que já tinha mais tempo de estrada, para o caso de você não fazer a mínima idéia do que estou falando).

Na época (nem tão remota assim), o pessoal do ZDNET Austrália aproveitou a deixa para fazer um experimento antropológico.



Ok. Daquela vez, o pessoal do ZDNET fez de propósito, e não culpo os transeuntes por terem sido punk'd, afinal, o que importa é que eles GOSTARAM do que viram (e olha que eu uso GNOME).

Pois bem, dessa vez foi um jornal alemão que fez a alegria de muitos usuários de GNU/Linux Europa afora, quando, numa matéria sobre o release vindouro do Windows, colocaram uma imagem... do KDE 4.3!



(via Ubuntu Dicas)

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

EXCELENTÍSSIMOS SENADORES BRASILEIROS, DEBLATERANDO E PARLAPATEANDO AO BEL-PRAZER



É rir para não chorar.

UPDATE 14/08/09 - só agora fui me dar conta da semelhança entre as palavras PARLAMENTAR e PARLAPATÃO.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

SIMPLESMENTE GOOGLE DOCS

Desde a primeira vez que assisti o vídeo GOOGLE DOCS IN PLAIN ENGLISH (abaixo) gostei dele:



Agora há pouco, vagabundeando pelo Youtube, vi que o Google Brasil fez uma versão dublada do vídeo:



Sei que deve ter sido foda sincronizar o texto à animação (visto que frases em português costuma ficar mais extensas do que o inglês), mas me amarrei "Num piscar de {ôlhos}" (1:58 min de vídeo).

domingo, 2 de agosto de 2009

UBUNTU SATANIC EDITION

No início dessa semana tomei conhecimento de um assunto através dos meus feeds. Como todo bom leitor de feeds, leio os assuntos em ordem cronologicamente inversa, ou seja, notícia nova antes, notícia velha depois.

Por isso fiquei sabendo antes da retratação do site Ubuntu Brasil e só depois descobri a causa dela, um post que já foi retirado do ar, aliás, mas que consegui ler justamente por estar estocado no meu leitor de feeds.

Não vou repostar o texto para respeitar a vontade do pessoal do Ubuntu Brasil, mas não consegui enxergar nenhum conteúdo ofensivo.

O Satanic Edition já não é bem novidade. Pelo que me lembro, está na ativa desde 2006. E pelos comentários que li na época, mais os que li recentemente, presumo que, como eu, a grande maioria dos usuários do Ubuntu veja isso como uma grande piada. De mau gosto, para alguns, mas ainda sim, uma piada.

Na verdade, o UES nem chega a ser uma distro "de verdade", visto que as únicas diferenças em relação ao Ubuntu original é a sua coleção de temas e algumas músicas licenciadas sob licenças Creative Commons.

Por questões de espaço, essas músicas tomaram o lugar de algumas aplicações como o F-Spot, o Tomboy [para a alegria do movimento anti-mono], o Evolution e o OpenOffice.org.

Além disso a versão atual, batizada de 666.4, Jesus Jugular (para manter a tradição de nomes aliterados), é baseada no Ubuntu 8.04, uma versão estável (e LTS) mas, de acordo com o ciclo vital das versões do Ubuntu, já antiga. Após o 8.04 já saíram as versões 8.10 e a mais atual, a 9.04.

Ou seja, pra quem quiser, é mais prático baixar os temas e instalá-los numa versão mais recente Ubuntu do que baixar o UES e instalar essas aplicações.

Por isso achei a reação do pessoal do Ubuntu Br meio exagerada.

Na página do USE existem links para o Sabily (antigo Ubuntu Muslim Edition), e um link desatualizado que deveria cair na página do UCE (Ubuntu Christian Edition).

Ao que parece, eles pelo menos sabem seu lugar na ordem das coisas.

P.S.: O que o pessoal parece ter esquecido, tanto os "satanistas" do UES quanto os que se sentiram ofendidos, é que, apesar de (quase) todo o software que compõe o sistema operacional ser livre/open-source, o Ubuntu é uma MARCA REGISTRADA da Canonical, a empresa que fundou o projeto Ubuntu e que hoje é sua principal patrocinadora.

E assim como aconteceu com o antigo Ubuntu Muslim Edition - hoje Sabily - presumo que, caso o assunto ganhe proporções incômodas (o que parece não ter acontecido até hoje) a Canonical vá tomar alguma providência para desvincular a sua marca da distro em questão.

P.P.S.: O engraçado é que o imbróglio com o atual Sabily nem foi por causa da palavra Ubuntu", mas sim da palavra "Edition".

sábado, 1 de agosto de 2009

CHOKER

O novo filhote (ainda em gestação) de Ben Templesmith tem nome: CHOKER.

Impossível não pensar em comparações com FELL, mas o próprio Mr. Templesmith deixa claro que isso, até certo ponto, é proposital. E uma das ilustrações promocionais não deixa dúvidas.