sexta-feira, 31 de outubro de 2008

NETBOOK OU NOTEBOOK?

Além de trocar meu laptop até o natal (ouviu, PN?), ainda pretendo comprar um Asus eeePC (900, configuração uber-geek).

Os objetivos são bem distintos e penso que minha linha de raciocínio é a mesma do Zoli Erdos.

A propósito, no próprio post, ele linkou outra matéria interessante sobre dois dos meus interesses atuais: sistemas operacionais "instant-on" e usuários impacientes.

POP INSTANT ENTERTAINMENT

Será que cola?

MAIS UM

Мурат Насыров - Мальчик хочет в Тамбов

Meme do Halloween. Ainda não sei se rio de pavor ou se choro de emoção. A propósito, alguém conhece essa música?



(Roubei no Churrasco na Laje)

sábado, 25 de outubro de 2008

REDNECK RAMPAGE COMICS

O .pdf

E a reportagem pode ser vista aqui.

Esses americanos...

terça-feira, 21 de outubro de 2008

PORRA, FIREFOX!

Estou ansioso pela versão final do Firefox 3.1.
O 3.0.x tá dando travadas homéricas aqui no micro. Pior é que o problema ocorre tanto no Windows quanto no Ubuntu. Não uso muitas extensões (e já desabilitei algumas), nem temas escalafobéticos.
Estou considerando seriamente a opção de mudar definitivamente para o Opera (meu segundo browser), mas já li por aí que este apresenta problemas de incompatibilidade com alguns serviços online, como o GDocs. Pelo pouco que testei aqui (no Windows, apenas), não encontrei nenhum,  rodou beleza, mas, vai saber.
De qualquer maneira, vou esperar mais um pouco. Só mais um pouco.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

sábado, 18 de outubro de 2008

GANGSTA PYTHON

Carai.
Tava procurando algo sobre o Python para plataforma S60 no Youtube e me deparo com isso.

Se liguem nas metáforas dos moleques.
E, claro, há a cereja do bolo: "Hello, Ghetto!"
Abaixo, segue a parte 2,

SOUL-CRUSHING POLITICS

Gostei do termo. Achei sonoro. Clica aqui e depois dá Ctrl+F.

FINISH ISN'T THE END

Chalie Stross elucubra sobre terminar uma novela e sobre sua escrita. Interessante.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

CORDILHEIRA

Lembram que eu tinha confundido o último livro do Mutarelli, A ARTE DE PRODUZIR EFEITO SEM CAUSA, com a primeira cria do projeto Amores Expressos?

No próprio post me retifiquei, mas ainda restava saber qual seria o primeiro. Pois bem, agora já sei.

O primeiro é CORDILHEIRA, do Daniel Galera. Fiquei curioso.

sábado, 4 de outubro de 2008

SAIU O PYTHON 2.6

(Se é que você já não sabe).

Pode pegar.

O GUARDIÃO UNIVERSAL

(mais uma da série: SÓ FIQUEI SABENDO DISSO AGORA?)

Antes, assista o vídeo abaixo:



Como desgraça pouca é bobagem, digo, como em todo bom filme que se preze, existem as continuações, prequels e spin-offs Youtube afora.

O GUARDIÃO UNIVERSAL - Parte 7, é especialmente interessante.

Não quebrem as regras de ouro, crianças.

EMULADOR DO HTC G1 (COM O GOOGLE ANDROID)

Divirtam-se.

ALAN MOORE X WATCHMEN, O FILME

Moore has no intention of seeing the film and, in fact, he hints that he has put a magical curse on the entire endeavor.


"Will the film even be coming out? There are these legal problems now, which I find wonderfully ironic. Perhaps it's been cursed from afar, from England. And I can tell you that I will also be spitting venom all over it for months to come."

Grifos meus. Esse véio não deixa de ser engraçado mesmo...

(via Trabalho Sujo)

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

ESCAMBO

Márcio Massula Jr.

Soares conseguiu uma pechincha das boas no escambo.com: uma câmera digital cujo zoom ótico não ficava devendo nada ao de uma luneta das boas; que tinha uma capacidade de armazenamento de dados de fazer inveja a muito laptop; que possuía mais de 15 modos de operação e, além de tudo, roubava almas.

Notou então que, uma a uma, as pessoas que fotografou começaram a se comportar de maneira estranha. Paulatinamente, esqueciam das coisas mais elementares, como cumprimentar os outros, responder e-mails, pagar as contas ou articular melhor as idéias. Por fim, esqueciam-se também de respirar, e morriam.

Quando ligou os pontos, Soares queria avisar a todos, destruir a máquina, denunciar o vendedor e acabar com tudo aquilo, contudo as forças lhe faltavam e ficava cada vez mais difícil pensar, tão difícil que o último resquício de atividade cerebral que teve foi a lembrança da última foto que tirou com a máquina.

Uma foto de si mesmo.